segunda-feira, 23 de julho de 2018

UM PRESIDENTE HONESTO


Wenceslau Braz foi eleito presidente do Brasil em 1914 e recebeu um país com uma “herança maldita” – a economia em situação vexatória e corrupção campeando. O país era comandado por um senador, Pinheiro Machado que manipulava o poder nos bastidores. Wenceslau só foi eleito por conta de seu apoio e, por isso sua aprovação era muito baixa na opinião pública.

Mas novo presidente não aceitou nenhuma indicação para ministérios feita por Pinheiro Machado, reduziu pela metade o próprio salário, ia para o trabalho com seu próprio carro, parou com as festas no palácio do Catete (a capital do país era Rio de Janeiro naquela época), aboliu as remunerações extras que deputados e senadores recebiam quando das reuniões extraordinárias do congresso, proibiu seus familiares de usarem transporte oficial e tomou outras atitudes que, se bem não resolviam o problema da economia, lhe deu moral e apoio popular para fazer reformas necessárias.
Apesar de enfrentar crises atrozes no país (como a guerra do Contestado no sul) e fora dele (Primeira Guerra Mundial), cercou-se de ministros probos, cuidadosos com o bem público, sérios e honestos tais como Pandiá Calógeras e Sabino Barroso. Também investiu com força na educação – criando concursos públicos para professores, p. exemplo.

Ao deixar o poder (aprovação popular altíssima), retirou-se para a vida particular morrendo aos 98 anos. Rodrigues Alves, seu sucessor, recebeu o Brasil, com a economia recuperada. Enfim em uma gestão de 4 anos Wenceslau Braz mostrou que é possível mudar.

Seu exemplo nos mostra três coisas:
1.       É possível mudar.
2.       É possível voltar ao que era antes já que a corrupção voltou a dominar.
3.       Por mais bem intencionado que um líder possa ser, a mudança só ocorre se todos a tomarem em suas próprias mãos.

Assim, brasileiros, não deixem o governo para os políticos. Precisamos deles, indubitavelmente, mas não podemos deixa-los à própria sorte. Senão o país seguirá neste rumo de tristeza para nós, gente comum e alegria para eles, que estão matando a galinha dos ovos de ouro.

Há muita preocupação em torno de quem será o próximo presidente. Nós nos dividindo em acusações fúteis, demonizando “coxinhas” e “petralhas”, e, enquanto brigamos entre nós, deputados federais e estaduais, senadores, vereadores e demais representantes do povo fazem seus jogos nos quais eles não perdem, apenas ganham. O país não é governado pelo presidente, que é manipulado pelo congresso e, por sua vez, manipula o congresso com o nosso dinheiro. E com os nossos direitos.

Tomara tenhamos condições de ter um novo Wenceslau, e que estejamos a seu lado para não permitir o retorno da assembleia de crápulas.

Recebam o meu abraço esperançoso, Aureo Augusto.

4 comentários:

  1. Bom dia Dr. Aureo, lhe enviei um email mas ele retornou como se o endereço não existisse.
    Lindo trabalho
    Grata por tudo.
    Fico no aguardo, um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Olá Consciencia Shanti!
    Seguramente você enviou para o antigo e-mail do terra.
    Peço que o envie novamente para aureoaug@gmail.com
    Receba o meu abraço
    Aureo Augusto

    ResponderExcluir
  3. Boa noite!!! Sou sua paciente de muitos anos atrás, vai lembrar de mim quando te falar da minha irmã que é médica e indiquei vc pra ela. Murita da Cruz Rios...não está mais vindo a Salvador atender? Quem posso procurar aqui? Aguardo seu retorno. Sou Maria Angélica Laborda da Cruz Rios Filha. Gratidão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembrei de ambas, menina! Que legal!!
      O excesso de atividades aqui pela Chapada me tem impedido de ir em Salvador atender. Quando vou é sempre uma correria...
      Em Salvador tem várias pessoas legais, como Dr. Elias Oliveira Lima, o Dr. Cezar ou a nutricionista Glauvania Jansen. É fácil ver os telefones desta turma no Google.
      Demorei de responder pq estava com um problema aqui que não acessava meu blog.
      Beijos

      Excluir