segunda-feira, 19 de julho de 2021

 

UMA MINHA DECLARAÇÃO DE AMOR

Gosto do cheiro dos livros! Amo os livros que sempre me contam de tudo o que não sei e me fazem pensar no como é bom o tempo que faço na minha vida para estar sempre pronto a aprender mais e mais de novo e sempre mais.

Os livros me ensinam que ainda não raspei a superfície, não aprofundei mais do que um nada do que há a saber do tanto desse mundão. Os livros me dizem que até o último dia de minha vida não vai haver aquela coisa de achar um porre viver, simplesmente porque sempre há novidades a saber. Sempre nunca vai faltar mais coisa e mais pra saber!

Os livros me atraem e me dou conta de que todo estudioso, curioso, cientista, seja quem for que queira aprender é uma espécie de fofoqueiro. Sou um fofoqueiro que vive futricando a vida, perscrutando os silêncios do Universo, tentando entender os vazios do conhecimento.

E o legal é que não há pressa, o melhor é que não há que correr nem decorar, há apenas que entender pois que, no final, não vou ter que fazer uma prova final... isso é o melhor!

No final só me será perguntado – ou, dito melhor, só me perguntarei – se vivi. Entenda, a pergunta não se refere a sobreviver, não trata de comer e ter uma casa, não apenas pagar as contas e coisas assim que são importantes e necessárias. Enfim, a pergunta trata de se eu vivi, experimentei, sofri e me alegrei. Os livros me falam...

Trato de escutar!

Um comentário:

  1. Sorte a nossa de você ser fofoqueiro da vida e querer nos contar sobre todas as novidades que descobre!!!

    ResponderExcluir